28 de Junho de 2022 Geral

Gov.br: Modernização do setor de infraestrutura de transportes impulsiona o agronegócio no Triângulo Mineiro

Ministro Marcelo Sampaio participou, nesta segunda-feira (27), de evento sobre a temática com gestores e especialistas em Uberlândia (MG)

As transformações promovidas pelo Governo Federal no setor de infraestrutura de transportes têm impulsionado o desenvolvimento do agronegócio no Triângulo Mineiro, avaliou o ministro da Infraestrutura, Marcelo Sampaio, nesta segunda-feira (27). Ele participou da segunda edição do evento Papo Produtivo, com a temática Irrigação e Infraestrutura para o Agro, em Uberlândia (MG), que reuniu gestores públicos e especialistas para debater por meio de palestras relacionadas.

Importante polo agrícola e industrial, a região passou por diversas intervenções pela modernização e renovação nos modais rodoviário, ferroviário e aeroportuário. No total, foram investidos mais de R$ 1,3 bilhão no estado desde 2019. Somente no modo rodoviário, houve no período a pavimentação, duplicação e recuperação de mais de 500 quilômetros de rodovias federais.

Em parceria com o setor privado, a BR-364/365/GO/MG foi concedida e houve a renovação da concessão dos 895 quilômetros da Estrada de Ferro Vitória-Minas com a Vale, assegurando R$ 8,8 bilhões em investimentos. Em maio deste ano, ocorreu o leilão do sistema rodoviário BR-116/493/465/RJ/MG, que liga a cidade do Rio de Janeiro (RJ) a Governador Valadares (MG), onde são esperados investimentos privados na ordem de R$ 11,3 bilhões, durante a duração dos 30 anos de contrato.

“Minas Gerais é um grande entroncamento logístico do país, onde estão municípios reconhecidos pela relevância da produção agrícola. Por isso mantemos o esforço em prover a infraestrutura na região. Temos grandes projetos que serão iniciados ainda neste ano como a pavimentação das BRs 367 e 135, além da expectativa da concessão da BR-381/MG, prevista para novembro”, reforçou Sampaio.

Aviação

Ainda em 2022, 15 aeroportos serão concedidos na 7ª rodada de concessões aeroportuárias, sendo três aeroportos de Minas Gerais no bloco SP/MS/PA/MG: Uberlândia, Uberaba e Montes Claros. O investimento previsto neste bloco é de R$ 5,9 bilhões, sendo cerca de R$ 850 milhões para os aeródromos mineiros. O certame está marcado para o dia 18 de agosto, e tem previsão de assegurar R$ 7,3 bilhões em investimentos privados na malha aeroportuária.

“Com a concessão da sétima rodada aeroportuária, vamos impulsionar ainda mais a conectividade no Triângulo Mineiro – serão R$ 440 milhões somente para o aeródromo de Uberlândia. Precisamos prover cada vez mais a aviação geral no estado, com a oferta de voos regulares, companhias aéreas operando e novas companhias aéreas chegando. Trabalhamos para simplificar nossa logística, baratear e desburocratizar, para tornar o país cada vez mais competitivo”, completou o ministro.

Ferrovias

No setor ferroviário, Minas Gerais é um dos estados com mais pedidos de novas ferrovias protocolados por entes privados interessados em atuar pelo regime de autorização. Dos 80 requerimentos reunidos no programa federal Pro Trilhos, 20 são para novas estradas de ferro cruzando território mineiro. Dos 27 projetos que tiveram a tramitação concluída e já foram autorizados pelo Governo Federal, tendo seus respectivos contratos assinados, sete estão em MG. Somadas, essas propostas representam 3.117 quilômetros de trilhos e R$ 58,7 bilhões em investimentos projetados.

Galeria

ABTTC News

Preencha seu nome e e-mail abaixo para receber informações sobre a ABTTC.

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Privacidade.